sbado, 16 Dez , 2017
evidencia

Coragem e persistência:

há 6 meses

Texto: Natália Tiezzi Manetta
Fotos:
Marcelo Trinca - Evidência Revista

Queridos leitores. A história que apresento a vocês nesta edição de maio poderia ser resumida em duas palavras: coragem e persistência. Vou lhes contar um pouco da trajetória de um português muito carismático, que chegou ao Brasil aos 15 anos e de caminhoneiro acabou se tornando comerciante da área elétrica.

Parece mentira? Mas não é! O senhor Manuel Antônio Pires, um legítimo português, deixou sua vida percorrendo estradas lá na grande São Paulo para se dedicar ao comércio de materiais elétricos aqui em São José.

Ele, conhecido até hoje como ‘seu Manuel português’, inaugurou, há mais de três décadas, a “Elétrica Independência”, que recebeu este nome devido ao local onde funcionava, à avenida Independência.

Conheçam um pouco mais desta empresa, que se tornou referência no ramo de materiais elétricos em Rio Pardo e região, e que em março comemorou seus 35 anos.

DA BOLEIA DO CAMINHÃO PARA DETRÁS DO BALCÃO

A ideia de inaugurar uma loja de materiais elétricos em São José não partiu do senhor Manuel, mas sim de um primo, que era casado com a prima de sua esposa e conhecia sobre a área.

No início da década de 80, o senhor Manuel residia com sua esposa, Maria Aparecida Martins Pires na grande São Paulo, onde ganhava a vida como caminhoneiro. Ele foi convidado pelo primo a abrirem o negócio juntos, uma sociedade, e o português aceitou a proposta.

Mesmo sem nenhum conhecimento ou experiência na área elétrica, mas com muita coragem, Manuel enxergou uma boa oportunidade para ele e sua esposa. Sem pensar muito largou o emprego de caminhoneiro, vendeu o caminhão e mudou-se para São José no meio do ano de 1981.

Em março de 1982, ele e oprimo inauguraram a Elétrica Independência, localizada na avenida de mesmo nome. “O carro-chefe da loja naquela época era eletrificação rural, pois quase nenhuma propriedade tinha luz elétrica. Mas também comercializávamos produtos na loja, que tinha aquele balcão de atendimento e muitas prateleiras com o estoque”, recordou o senhor Manuel.

Apesar de o negócio ser promissor para aquela época, a sociedade durou pouco tempo, mas outro sócio, também primo do senhor Manuel, que tinha experiência na área, se associou a ele na empresa. “Essa parceria durou apenas um ano. E em 1988 fiquei sozinho com a loja”, explicou o português.

E foi neste momento que o senhor Manuel pensou em desistir, pois apesar de conviver por alguns anos com pessoas experientes na área elétrica, ainda julgava-se não preparado para enfrentar tudo aquilo sozinho. Foi então que dona Maria Aparecida, sua esposa, começou a ajuda-lo na pequena empresa e enfrentou com ele inúmeras crises financeiras, inclusive na época do governo dos ex-presidentes José Sarney e Fernando Collor de Mello.

“Minha esposa foi meu maior incentivo. Mesmo sem entender nada sobre elétrica ela me ajudou muito nesta época tão difícil. Quantas crises financeiras superamos, um dando força ao outro, sempre persistindo, aliás, acho que a persistência que fez com que continuássemos com a loja”.

Além da esposa, o senhor Manuel contou com uma importante ajuda de um funcionário que estava desde a inauguração e ficou por 21 anos trabalhando na casa, um grande eletricista, o qual a família tem muita gratidão até hoje.

A Elétrica Independência permaneceu naquela avenida até 1998, quando o comércio mudou-se para a avenida dos Lírios.

UM NOVO LOCAL E UM ‘NOVO’ AJUDANTE

De acordo com o senhor Manuel, a mudança de endereço aconteceu por dois motivos: o primeiro foi o valor do aluguel, pois o espaço na avenida dos Lírios era mais barato, e segundo por ele estar localizado mais próximo da residência da família, na Vila Maria.

Foi mais ou menos nesta época que a loja ganhou mais um ‘ajudante’, o Junior, ou melhor, Manuel Antônio Pires Junior, filho do senhor Manuel e dona Maria Aparecida. “Ficava por ali, observando meu pai trabalhar e fui tomando gosto pela loja”, disse Junior.

UMA CONVERSA FRANCA: UMA DECISÃO SENSATA

Após terminar os estudos no Ensino Médio e fazer curso técnico em eletrotécnica, no início dos anos 2000, Junior passou a assinar alguns projetos pela loja, mas estava decidido a cursar uma faculdade em São Bernardo do Campo e deixar o comércio da família.

“Prestei vestibular e passei no curso de Engenharia Elétrica na FEI, uma das mais conceituadas. Inclusive já havia até conseguido um estágio em uma grande empresa em São Bernardo. Estava praticamente de malas prontas quando meu pai me chamou para um conversa franca”, destacou.

Nesta conversa, o senhor Manuel argumentou sobre as vantagens do filho ficar em Rio Pardo, ao lado dele, e tocar os negócios da família. “Depois daquela conversa mudei de ideia e optei em ficar aqui, ao lado de meus pais, até porque sou filho único e acho que minha mãe ia sentir muito minha ausência por aqui!”, ressaltou Junior, que voltou a trabalhar na loja e, mais tarde, cursou Administração de Empresas.

A EXPERIÊNCIA E O CONHECIMENTO LADO A LADO

Após 27 anos ocupando imóveis alugados, em 2010, a Elétrica Independência mudou-se para um espaço próprio, adquirido com trabalho e esforço em todos esses anos. “Construímos um local para oferecer conforto e comodidade a nossos clientes. Uma loja moderna, com uma grande variedade em produtos. Nosso comércio foi um dos primeiros na área a dispor os produtos em todo espaço, proporcionando maior visibilidade aos clientes, sendo, inclusive, projetado em outras lojas do mesmo segmento”, explicou o senhor Manuel.

Além de uma linha completa em materiais elétricos (baixa e média tensão), a loja possui muitas opções em iluminação, ampla linha de ferramentas elétricas e manuais, além de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). A Elétrica Independência é credenciada à CPFL e presta diversos serviços em eletrificação rural, residencial, industrial e de loteamentos. Possui serviço de aluguel de caminhão Munck, soluções em padrões de medição, postos de transformação, projetos elétricos e montagem de painéis elétricos. Ela também disponibiliza profissionais habilitados e capacitados para a prestação dos serviços descritos.

O atendimento é outro diferencial da loja, que conta com 12 colaboradores, sempre dispostos e bem treinados para suprir as necessidades de cada cliente.

Sobre como a empresa vem se consolidando, mesmo em uma área onde a concorrência é grande, Junior disse que tudo se baseia na união entre a experiência e o conhecimento. “Acredito que a Elétrica Independência alia a experiência do senhor Manuel e meu conhecimento, além de minha esposa Gabriela Agassi Minussi Pires, que cuida do departamento financeiro da loja há dois anos, para manter sua clientela e atrair novos clientes. Existe um respeito muito grande entre tudo que meu pai aprendeu aqui nestes 35 anos e meu conhecimento na área, adquirido através de muito estudo, cursos, etc. Graças a Deus estamos conseguindo aliar ambos e o resultado tem sido muito positivo”, destacou Junior.

Ele complementou dizendo que aprendeu alguns valores com seus pais e que vem sendo a base para que a empresa também se solidifique cada vez mais no mercado rio-pardense de elétrica. “Honestidade, credibilidade, ótimo atendimento, trabalhar com marcas de boa qualidade, jamais lesar um cliente e prezar sempre pela sua satisfação. Esses são valores que aprendi com meus pais e que faço questão de preservar e passar para minha equipe. Além disso, prezamos ainda pelo bom ambiente com os funcionários, pelo respeito, a dignidade, a amizade, a segurança deles, a saúde e que sempre possam aprender algo de novo enquanto estiverem nesta casa”, finalizou Junior.

Nossos parabéns à Elétrica Independência nestes 35 anos e que os próximos 35 sejam de mais sucesso e prosperidade!


COLUNISTAS