sbado, 19 Jan , 2019
evidencia

PEELING QUÍMICO

há 6 meses

Todos os dias, milhares de células da pele morrem, descamam e são substituídas por novas. Com o envelhecimento, esse processo torna-se mais lento, dificultando para a pele renovar manchas escuras ou corrigir o dano causado pelo sol. A função de um peeling químico é criar uma descamação controlada de várias camadas de células danificadas.

Os peelings químicos utilizam substâncias que provocam o desprendimento das camadas superficiais da pele, permitindo estímulo para a renovação celular e formação de colágeno, gerando assim uma pele macia, brilhante e uniforme.

Apesar de ser descrito na literatura médica desde 1960, foi nos últimos dez anos, a partir do aprimoramento da técnica, que se tornou uma opção freqüente nos tratamentos cutâneos. Não apenas como rejuvenescedor, mas também para a melhoria e redução de manchas de pele, cicatrizes de acne e resgate do brilho cutâneo.

Eles podem ser superficiais, no qual o paciente não precisa afastar-se de suas atividades habituais, ou mais profundos, necessitando alguns dias de reclusão.

O peeling a ser utilizado varia de acordo com as necessidades de cada caso.

Existem vários tipos de agentes esfoliativos, e em variados concentrações, que podem ser usados. Apesar de um peeling normalmente ser suficiente para melhorar a aparência de sua pele, alguns problemas são mais profundos que outros. Você pode necessitar de concentrações mais potentes, ou mais de um peeling para atingir os melhores resultados. O procedimento é realizado em consultório sem necessidade de internação. Assim que a medicação é aplicada, durante 5 a 7 minutos acontece sensação de ardência e queimação, que desaparece sem necessidade de sedação ou anestesia.

A maioria das pessoas necessita de 5/7 dias para recuperação do Peeling de média profundidade. Durante esse tempo, não há dor, mas a pele mostra aparência de severa queimadura solar. Por esse motivo, a maioria dos pacientes permanecem em casa. Como a pele fica sensível à luz por várias semanas, é muito importante afastar-se de exposição solar forte, usar filtro solar e adotar outras medidas de proteção. O peeling superficial não altera as atividades diárias do paciente, que deve apenas se proteger dos raios solares.

Dra. Andreia Pamplona
Dermatologia Clínica e Estética

https://www.facebook.com/EquilibrioFisioEsteticaPilates/?hc_ref=ARQqVLG28NRff9GlI7feVf4jeLE_XhsHkAST9L_AVASr9CCNYH-h1Sn1yqAH67ah8Lg

 


COLUNISTAS