domingo, 21 Out , 2018
evidencia

ELIETH CALLEGARI VIANA

há 4 meses

Elieth: Mãe (e avó) na essência e na vivência

União. Palavrinha pequena, mas que carrega tanto significado, ainda mais quando o assunto é maternidade!

A mãe, geralmente, tem esse dom divino de unir e isso começa desde quando descobre uma gravidez, afinal serão longos 9 meses da mais sublime união sem sequer conhecer seu filho que está no ventre.

Mas a mãe também une, e para sempre, o amor em família entre pais, filhos, netos. Ela é e sempre será o elo sentimental da família...

Em homenagem a todas elas, que são mães casadas, solteiras, de coração, pai-mãe, que a Evidência Revista traz a história de uma mamãe muito especial, tanto para sua própria família, quanto para a sociedade rio-pardense, já que ela é uma pessoa muito conhecida e querida na cidade.

Nas próximas páginas, vocês, amigos leitores, conhecerão um pouco da personalidade doce e forte dessa mãe, avó e empresária. Surpreendam-se com ela, nossa convidada e amiga Elieth Regina Callegari Viana.

A MATRIARCA: UNINDO A FAMÍLIA

Iniciamos esse texto falando de união e agora vocês entenderão a razão disso. Elieth recebeu a equipe de Evidência Revista em sua casa, juntamente com o marido, Paulo Santo Viana e os filhos: Paulo Eduardo, Daniel Henrique, Laís Regina e Samuel, além da nora Débora Viana, e dos netos Bernardo, filho de Laís e Diogo Nascimento, e Valentina, filha de Daniel e Débora. O casal, inclusive, estava à espera de Antonella, que nasceu no último dia 2/05/18.

Elieth, mamãe soberana, conseguiu unir todos em plena quinta-feira de manhã para uma emocionante sessão de fotos. “É difícil reunir todos os filhos em um dia normal de trabalho, mas eu consigo!”, brincou.

E nesta atmosfera descontraída, as fotos foram feitas. Brincadeiras, muitas risadas, beijos e abraços dos filhos, dos netos e também o carinho dos cães, outra paixão de Elieth.

O diálogo em família sempre se fez presente ao longo do ensaio, seja para opinar nas poses para as fotos, seja para pedir um conselho: ela é daquelas mães que conversa muito com os filhos, com o marido, com os cachorros, enfim, uma de suas maiores expressões, sem dúvida, é a linguagem.

Encerrada a sessão de fotos, na manhã do dia seguinte, sexta-feira, Elieth recebeu o proprietário da revista, Marcelo Trinca, e a jornalista Natália Tiezzi Manetta na residência de seu filho Daniel, juntamente com Paulo Viana, para realizar a entrevista.

“Estou tensa. Não sei o que dizer...”, observou ela momentos antes da entrevista.


MAMÃE AOS 20 ANOS

Elieth iniciou a entrevista se definindo como uma mãe e mulher muito simples. Ao lado do marido, aliás, uma união que completará 39 anos, ela contou que foi mãe muito jovem, aos 20 anos. “Muitas coisas aconteceram muito cedo na minha vida e a gravidez foi uma delas. Comecei a trabalhar com 15 anos na Agrovecal e depois fui contratada pela Ótica Especializada, do senhor Afonso Orlando. Após um tempo prestei concurso e comecei a trabalhar em Casa Branca, na Delegacia Agrícola, inclusive, quando soube da gravidez do Paulinho já trabalhava lá”, explicou.

À época, Paulo Viana era representante comercial e ambos tinham pouco tempo de casados. “Considerava-me muito inexperiente aos 20 anos com um bebê no colo. Quem me ajudou a cuidar do Paulinho foi minha mãe, dona Maria Emília, com quem o deixava para poder trabalhar em Casa Branca, aliás, isso foi uma das coisas que mais me marcou, pois eu o deixava na casa dela e saía chorando...”, contou.

Aos 24 anos, Elieth foi mamãe pela segunda vez, de Daniel. Aos 27, deu à luz Laís e, por último, aos 29 anos, foi mãe de Samuel.

EQUILIBRADA, ZELOSA E... CORUJA!

Paulo contou que Elieth é uma mãe equilibrada, zelosa e muito coruja. “Ela sempre gostou de unir os filhos, saber o que está acontecendo na vida de cada um e até hoje, mesmo depois de adultos, é assim”, afirmou o marido.

Orgulhosa dos filhos, ela se emocionou ao voltar no tempo e relembrar quando os quatro ainda eram crianças. “Eles não me deram muito trabalho. Claro, foram crianças e como toda criança às vezes fazem suas travessuras, mas confesso que fui aprendendo a educa-los com os erros que cometia com cada um. O que eu errava com um, corrigia com o outro!”, disse.

Mas, mãe é mãe, não é mesmo? E sempre acontece um apuro aqui, outro acolá... Com Elieth não foi diferente. “Lembro-me de quando o Samuel caiu no rio e esse foi um dos dias em que mais fiquei apavorada na minha vida. Ele era pequeno, tinha uns três anos, e todos estavam pescando. De repente, o Paulo chega com o menino ensopado, segurando-o pelos braços. Foi um choque... Dei uma bronca no Samuel e ele apenas me disse que tinha caído no rio porque ninguém o havia segurado! (risos)”.

Ela contou que sempre educou os filhos com muita simplicidade, porém com ‘pulso firme’, para que eles também se tornassem pessoas simples e, ao mesmo tempo, responsáveis. “Sou uma mãe muito carinhosa, porém enérgica. Procurei educa-los na simplicidade, sempre com muito controle, principalmente na parte financeira, ensinando-os que o trabalho é uma das maiores bênçãos na vida do ser humano. Acho que todos aprenderam direitinho, pois são muito queridos e desempenham suas atividades profissionais com responsabilidade”.

O filho mais velho, Paulinho, desde adolescente já acompanhava o pai nas viagens para compra de mercadorias às lojas da família. Hoje ele é proprietário da Elvis Bolsas & Acessórios. Daniel graduou-se em Administração de Empresas e é o gerente de compras das lojas Elvis Calçados (unidades São José e Mococa) e Elvis Sports. Já a esposa Débora cuida do setor de Recursos Humanos.

Laís é formada em Educação Física e Ballet Clássico. Possui um Studio de Dança e gerencia, juntamente com o marido, a Elvis Cosméticos. E Samuel, que também graduou-se em Administração de Empresas e fez intercâmbio utiliza seus conhecimentos para gerenciar as lojas que pertencem ao Grupo Elvis, além do Gastrobar Seu Divino, o qual divide a administração com o cunhado Diogo Nascimento.

DOMINGO É DIA DE ‘CASA DA VOVÓ’

Já é tradição na família Callegari Viana: almoço aos domingos tem que ser em família, com os filhos, nora, genro e netos presentes.

“Eu gosto mesmo de juntar todos aqui em casa. Domingo é o único dia que temos a possibilidade de estarmos todos em um só ambiente, conversar, brincar, enfim”, observou.

Por falar em brincar, Elieth está encantada em ser avó. “É bem mais gostoso do que ser mãe, pois a responsabilidade fica só com os filhos!”.

E como seus netinhos são apegados a ela e ao vovô Paulo. “Cuidamos do Bernardo duas vezes por semana para que a Laís possa dar aula. Já a Valentina é muito apegada a Débora, mas adora brincar na casa da vovó também. Eles ainda são muito pequenos e, apesar desse convívio gostoso com os avós, ainda estão naturalmente próximos dos pais. Mas, deixa eles crescerem um pouco: vamos viajar muito e transformar a casa da vovó num acampamento de férias (risos)”.

Além da experiência como avó, Elieth está tendo a possibilidade de acompanhar de pertinho como a filha Laís e a nora Débora estão se saindo como mães.

“Laís nos surpreendeu muito. Ela é uma excelente mãe, muito cuidadosa e responsável com o Bernardo. E mesmo quando não está por perto sempre se preocupa, principalmente quando Paulo e eu estamos cuidando dele. Ela pede para que sigamos à risca sua rotina e liga para confirmar se fizemos tudo direitinho. Débora também é uma mamãe exemplar. Tem um carinho angelical com a nossa Valentina desde quando ainda estava grávida e está fazendo isso novamente com Antonella. Por ser Psicóloga, transmite muita calma e tem muita paciência com crianças. E, além disso, tanto Laís quanto Débora também são excelentes administradoras. Dão conta da maternidade e da profissão como poucas”, declarou.

ELIETH POR ELIETH

De riso fácil e contagiante, além de mãe e avó, Elieth tem muitos outros dons. Vaidosa, ela sempre está linda e radiante e se tornou um exemplo para as mulheres maduras. “Gosto de ter um tempo só para mim, para me cuidar mesmo”, relatou.

Mas, sua vaidade vai muito além dos cuidados pessoais. Elieth é vaidosa também com os negócios da família. Desde que Paulo seguiu o ramo comercial ela se tornou seu braço direito na gestão das empresas. “Sempre gostei dessa área administrativa, de ficar no meu cantinho no escritório e em meio aos papéis. Adoro a burocracia empresarial (risos) e também sou responsável pela compra de confecções estilo ‘modinha’ e fitness da Binga & Elvis Confecções”.

Formada em Educação Artística, Elieth dá vida, juntamente com o decorador Nelsinho Alves, às vitrines das lojas do Grupo Elvis. Aliás, as artes estão presentes em sua vida desde criança, já que seus pais são exímios pintores (óleo sobre tela).

“E quando tenho tempo, hoje em dia muito mais, pois posso contar com uma equipe de trabalho determinada e confiável, dedico-o ao artesanato, que é um de meus hobbys, além da minha paixão e cuidado com minhas plantas e meus cães”, finalizou.

Uma mulher simples e uma empresária versátil... Uma mãe carinhosa e protetora... Uma avó apaixonada e brincalhona... Assim é Elieth, nossa mamãe Evidência que evidencia qualidades e características comuns a tantas mães, avós, enfim, a mulheres que mesmo em meio à vida moderna, com sua peculiar ‘correria’, não deixam a ternura de serem verdadeiras matriarcas e unirem, sempre, suas famílias. Mães, assim como Elieth, na vivência e essência!

 

Direção: Marcelo Trinca
Reportagem e Texto: Natalia Tiezzi
Filme e Produção: Agencia Boomerang
Fotos: Pedro Júlio Photografias

 


COLUNISTAS