domingo, 17 Out , 2021
evidencia

Visão Contabilidade: Há 40 anos enxergando e trabalhando para o futuro empresarial

há 11 meses

Amigos leitores. Nossa matéria de capa deste mês de agosto apresenta uma das mais tradicionais empresas rio-pardenses em serviços contábeis: a Visão Contabilidade, que está completando 40 anos, sempre enxergando e trabalhando para o futuro empresarial em São José, região e para diversos estados do Brasil.

Para contar um pouco destas quatro décadas de muitas lutas e conquistas, a reportagem de Evidência conversou com o contabilista Dênis José Lodovichi, acompanhado pelo filho, Daniel Straceri Lodovichi, que também seguiu os passos do pai e trabalha no escritório da família.

Por falar nisso, a Visão Contabilidade, desde que foi criada, sempre foi uma empresa muito familiar, com bases sólidas na religião e no conceito de sempre atender as necessidades de seus clientes, seja este uma empresa pequena até grandes indústrias com centenas de colaboradores.

Ao longo da entrevista, Dênis contou quem foi sua grande incentivadora para que ele estudasse e se tornasse um contador, já que quando jovem ele quase largou tudo para tentar a sorte nos campos como jogador de futebol.

Ele também fez questão de agradecer a todos que o ajudaram a se desenvolver na profissão, recordando locais onde trabalhou até chegar à construção do prédio que atualmente abriga o escritório contábil há 24 anos, localizado à rua Campos Salles, 70.

E, para quem hoje observa o espaço, que possui uma competente equipe de trabalho formada por 15 pessoas, presta diversas atividades contábeis para comércios, indústrias, prestação de serviços, contabilidade rural, prestação de serviços para imobiliária, clubes e associações, nem imagina o quão árduo foi o caminho percorrido por Dênis para o êxito na profissão, sempre pautado no trabalho, na dedicação e na honestidade.

ENTRE O ESCRITÓRIO E OS CAMPOS: AOS 16 ANOS, O 1º EMPREGO

O primeiro contato que Dênis teve com a contabilidade foi ao 16 anos, quando conseguiu um emprego no Escritório Oteco, cujo proprietário, à época era o senhor João Batista Piovesan (in memoriam). “Eu ajudava meu pai na Madeireira Lodovicho, mas minha mãe foi atrás de um outro emprego para mim, pois ela gostaria que eu trabalhasse em um escritório. Lá no Oteco ela conversou com o saudoso Maurício Fontana, que era o contador na época. Meu primeiro trabalho foi como office boy. Eu tinha 16 anos e confesso que fiquei dividido entre o escritório e os campos, já que também jogava futebol e cheguei a ser convocado para uma “peneira”, que é aquela preleção para selecionar jogadores para atuar em clubes profissionais”, contou.

Porém, ao comunicar Maurício que teria que ficar alguns dias fora para participar da peneira, o contador foi enfático. “Ele me disse que se eu fosse quando voltasse já teria outro em meu lugar. Aí optei por ficar por aqui mesmo”, relembrou, acrescentando um agradecimento especial à senhora Honorita Baldassin (In memoriam), a qual tanto o ajudou no Escritório.

Dênis trabalhou no Oteco por 7 anos e em agosto de 1980 abriu seu próprio escritório, que funcionava em um pequeno espaço na casa de seu pai, que também não concordou muito com a ideia do filho estudar e trabalhar como contador. “Na verdade meu pai queria que eu trabalhasse com ele na madeireira, mas quando viu que meu diploma estava servindo, que meu trabalho estava dando frutos, ele acabou concordando. Com relação à minha formação profissional, primeiramente fiz curso Técnico em Contabilidade e depois me graduei em Ciências Contábeis, sendo bacharel (contador)”, explicou.

No início de 1981, Dênis abriu o Escritório Contábil Rio-Pardense à avenida Nove de Julho, sendo que nesta época convidou o irmão, Rogério, para ajuda-lo. “Foi uma época difícil. Lembro que com o dinheiro das 3 empresas que eram clientes do escritório, sendo uma delas a Madeireira Lodovichi, eu usava para abastecer o carro e pagar minha contribuição ao INSS”, recordou.

Mas, os negócios foram prosperando. Dênis recebeu convite para formar uma sociedade com José Celso Bicalho Junqueira (falecido), onde trabalhou por alguns anos, adquiriu mais experiência e em 1987 abriu o escritório Visão Contabilidade, instalado à rua Treze de Maio (onde atualmente há uma casa lotérica). “Desde quando comecei a trabalhar no Oteco e aprimorar meus conhecimentos eu sonhava em ter meu escritório, mas não imaginava que os negócios tomariam uma proporção dessa. Entretanto, nada foi fácil”, afirmou.

Dênis contou que o imóvel alugado na rua Treze de Maio pertencia ao saudoso casal Carmem Landini Dias e senhor Piti, o qual ele fez questão de agradecer pelo apoio naquela época. “Ambos foram muito importantes porque acreditaram em mim e alugaram aquele imóvel para uma pessoa jovem, que estava começando uma nova vida profissional sozinho, aliás, juntamente com meu irmão, Rogério, que naquela época voltou a trabalhar comigo e a quem eu também agradeço por todo auxílio que me proporcionou”.

CONSTRUINDO UMA NOVA HISTÓRIA

Enquanto o escritório funcionava à rua Treze de Maio, Dênis iniciou a construção não apenas de um novo espaço, mas de uma nova história para o Visão Contabilidade. “Tudo sempre com muita cautela, sem dar o passo maior que a perna e assim o escritório mudou-se em 1996 para o espaço que ocupa atualmente”.


Ao longo destes quase 25 anos no novo espaço, Dênis acompanhou uma verdadeira revolução na área contábil, principalmente com novas tecnologias que otimizaram os serviços. “Tivemos que nos adaptar, inclusive os colaboradores mais antigos de casa e contamos com o auxílio de meus filhos, o Samuel, que trabalhou aqui por 2 anos e depois seguiu carreira na Fisioterapia, e o Daniel, que já está aqui comigo há 12 anos. Acredito que aliamos experiência e novos conhecimento e isso é uma constante por aqui”.


Questionado se o pai o influenciou na profissão, Daniel disse que sim, mas que isso foi muito bom para sua vida. “Meu pai é meu maior exemplo na profissão. Aprendo com ele, ensino a ele, enfim, é uma troca muito positiva”, observou.

E essa troca diária de conhecimento é realmente necessária para assessorar centenas de clientes que a Visão Contabilidade possui atualmente não apenas em São José, mas em diversos estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, além de municípios de toda a região como Tapiratiba, Caconde, Vargem Grande do Sul, São Sebastião da Grama, São João da Boa Vista, Casa Branca, Mococa, Poços de Caldas, Guaxupé, Campinas, Ribeirão Preto e São Paulo, onde trabalham com empresas de Lucro Real, Lucro Presumido, Microempresa, MEI e Autônomos. “Para aqueles que queiram abrir a sua empresa venham nos fazer uma visita, onde explicaremos todas as suas necessidades”, recomendou Daniel.

Dênis ressaltou que o êxito nestes 40 anos não foram por acaso e não aconteceram do dia para a noite. “Contamos sempre com uma equipe competente e dedicada de colaboradores, bem como nossos clientes, de ontem e de hoje, que confiam em nosso trabalho, que sempre se pautou também na transparência”.


UM MÓVEL... E UMA HOMENAGEM A MOACYR LODOVICHI

O pai de Denis, senhor Moacyr Lodovichi, proprietário da Madeireira Lodovicho, é também um exímio marceneiro. Ele foi o responsável por transformar a madeira nobre do Jacarandá em armários que preenchem muito mais do que os espaços do Visão Contabilidade desde sua inauguração, mas o coração da família.

“Esse armário possui uma história de família mesmo: meu tio, lá do Sítio Novo, veio até a marcenaria do meu pai e disse a ele que tinha uma árvore caída por lá e queria que tirassem e árvore. Meu pai foi ao local e constatou ser Jacarandá. Ele cortou a árvore, trouxe para marcenaria e fez todo esse móvel muito bonito, que está aqui no escritório desde 1996”.

E não é só o filho que tem orgulho da linda peça em madeira. O senhor Moacyr também fez questão de registrar um momento junto a essa verdadeira obra de arte.

Denis e os filhos aproveitaram a oportunidade da entrevista para também homenagear o senhor Moacyr pelo grande pai e avô que é, desejando-lhe um Feliz Dia dos Pais, com muita saúde e alegrias!

 

O APOIO DA FAMÍLIA: UM FUTURO PROMISSOR

O contador fez questão de mencionar o apoio incondicional da esposa, Márcia Aparecida Straceri Lodovichi e dos filhos. “O auxílio da família é fundamental e graças a Deus eu tive e continuo tendo. Minha esposa sempre conviveu com as situações adversas e as conquistas do escritório, pois não é fácil. É complicado trabalhar nesta área e, muitas vezes, acabamos por levar problemas daqui que refletem em casa. A Amanda, que é Psicóloga, também trilhou seu caminho, mas foi criada dentro do escritório, portanto, tem um carinho e respeito muito grandes por tudo isso, que não é só minha história, mas a história da família Straceri Lodovichi”, disse Dênis.

Daniel destacou que ficaria muito orgulhoso e feliz se um dos filhos também escolhesse a contabilidade como profissão. “É uma área promissora e se eles quiserem poderão dar continuidade a tudo isso que meu pai conquistou com tanto trabalho”.

E, mesmo sendo um profissional de destaque pela sua competência e seriedade em tudo que realizou e realiza na área contábil, Dênis não esqueceu suas origens. “Quero agradecer primeiramente a Deus que sempre esteve comigo, nas horas boas e difíceis, tenho hoje um coração agradecido. Além das pessoas que eu já agradeci aqui, gostaria de citar meus pais, Moacir Lodovichi (Ciro), dona Maria José Garcia Lodovichi, cito aqui também Robson Lodovicho e Antônio Carlos Lodovicho que partilham da minha vida, minha família, filhos, e, claro, os clientes que passaram por aqui e aqueles que estão conosco até hoje. Nosso trabalho sempre será baseado na confiança de ambas as partes e, claro, na qualidade e profissionalismo de todos da Visão Contabilidade. Inclusive, este nome, ‘Visão’ foi escolhido justamente por isso: proporcionar um novo olhar ao futuro empresarial, assim como fazemos há 40 anos e faremos nos próximos 40”, concluiu Dênis.

“Um exemplo de vida”

Pode parecer clichê a frase acima - ou mesmo o texto clichê -, mas não tem como dizer diferente disso.
Hoje, olhando pra trás, o Sr. pode ter certeza que soube com maestria educar e ser um exemplo de homem e pai.
Claro, ninguém nasce sabendo como ser pai. Vai-se aprendendo com o passar dos anos...é como “trocar o pneu com o carro andando”. E esta tarefa, pode ter certeza...o Sr. cumpriu e cumpre brilhantemente. Lá atrás, quando crianças, em cada olhar ou palavra de reprovação, de
repreensão que recebíamos, embora ficássemos chateados momentaneamente – e talvez não entendêssemos bem – era por amor que fazia. Se você ama, você cuida. Hoje, compreendemos perfeitamente isso.

Um homem verdadeiramente temente à Deus, que soube ( e que sabe até hoje) passar a fé e os ensinamentos do Pai para seus três filhos e para todos que, ao seu lado, estiverem dispostos à ouvir.
Um homem que sempre prezou e preza pela honestidade e humildade. Quantas vezes não ouvimos: “honestidade não é virtude, é obrigação!
Um pai que também soube muito bem (e sabe até hoje) mostrar o valor do trabalho e do trabalho duro. Nada veio fácil na sua vida, nada veio caindo do céu. E hoje o sr. colhe os frutos de tudo que plantou com muito suor lá atrás. Somos prova viva!

O Sr. é merecedor de tudo que conquistou. Tenha certeza! E olha, quanto orgulho e que aprendizado tivemos e temos disso.
Parabéns pelo seu dia! Um Feliz Dia dos Pais! Te amamos!

Samuel, Amanda e Daniel.


• Fotos de Capa: Pedro Júlio Photografias
• Textos e Reportagens: Natália Tiezzi Manetta
• Direção, Criação e Produção: Marcelo Trinca
• Criação e Diagramação: Agência Boomerang


COLUNISTAS