quarta, 14 Abr , 2021
evidencia

FEMAGRI e Feira do Cerrado fomentam negócios em ambiente virtual

há 2 semanas

O mês de fevereiro foi marcado pela realização da Femagri e da Feira do Cerrado absolutamente virtual, com números parciais de acessos que estão alcançando a expectativa da cooperativa: mais de 500 por dia. Ambas as feiras acontecem até o dia 26 de fevereiro, podendo ser acessadas por meio do APP Cooxupé e dos sites dos eventos. 

A Femagri e a Feira do Cerrado estão entre as principais feiras do país voltadas à cafeicultura e reúnem os principais lançamentos, oportunidades e soluções para os cafeicultores se prepararem tecnologicamente para a safra deste ano. 

De acordo com José Geraldo Olyntho Junqueira Filho, gerente Comercial e CRM da Cooxupé, a participação dos cooperados está correspondendo satisfatoriamente, principalmente, pela realização dos eventos ocorrer em novo formato. "A pandemia nos impôs uma nova realidade e a forma virtual foi a solução para conseguirmos realizar as nossas tradicionais e consagradas Femagri e a Feira do Cerrado. Em razão de ser um modelo de acesso novo e muito tecnológico fomos surpreendidos com a efetiva participação do cooperado nas visitas virtuais, que estão acontecendo satisfatoriamente com um patamar acima de 500 acessos ao dia", comenta Junqueira Filho. 

Na versão online, os cooperados estão acessando as novidades, soluções e tecnologias e fechando seus negócios tanto no site quanto no APP, além de aproveitarem todos os benefícios disponibilizados nas feiras presenciais como a operação barter, em que o pagamento pode ser o próprio café como moeda de troca. "Também temos toda a estrutura dos núcleos da Cooxupé preparada para atender a demanda dos produtores diante da necessidade de máquinas, implementos e insumos. As consultas também podem ser feitas pelo WhatsApp , e-mail ou contato telefônico", explica Junqueira Filho. 

Ele ainda ressalta que, devido ao cenário provocado pela pandemia, é aconselhável que o cooperado defina as compras o mais breve possível. "Apesar de a Cooxupé ter se preparado com estoque para garantir a disponibilidade imediata de máquinas ao cooperado, o momento do mercado tem se mostrado muito instável em relação a custo e disponibilidade de produtos. Assim, sugerimos ao associado que defina suas necessidades o mais rápido que puder para evitar indisponibilidade ou atraso na sua aquisição", recomenda Junqueira Filho. 

É o que está fazendo o cooperado de Guaxupé, Ivanildo Borges dos Santos.
"Está sendo uma boa este novo modelo. Com a pandemia, a gente não pode ir à feira, mas tem como fazer negócios pelo aplicativo. Eu já baixei e estou escolhendo algumas coisas", afirma.


COLUNISTAS